Isaquias Queiroz acredita que fará história em Paris

ago 8, 2022 | Canoagem

As duas medalhas conquistadas no Campeonato Mundial de Canoagem deixaram Isaquias Queiroz ainda mais confiante para as Olimpíadas de Paris 2024.

o brasileiro subiu ao pódio nas duas provas que participou. Com o resultado, Isaquias alcançou a marca de 14 medalhas em mundiais. E quem acha que ele pretende relaxar, está enganado. O baiano de 28 anos quer deixar uma marca ainda mais imponente em forma de gratidão ao esporte.

– É como muita gente colocou nas redes sociais, eu sou um cara que viu as oportunidades e não deixou passar. Eu sou muito grato ao esporte, à canoagem. E agora eu estou vendo a oportunidade de me tornar o maior atleta olímpico do Brasil que é em Paris. E a gente tem tudo na mão. Paris é uma janela para colocar meu nome na galeria dos maiores atletas olímpicos do Brasil e da canoagem mundial

– disse.

Isaquias Queiroz é dono de quatro medalhas olímpicas, sendo um ouro, duas pratas e um bronze.

Isaquias conquistou no Mundial do Canadá, no último fim de semana, um ouro no C1 500m e uma prata no C1 1000m. Esta última, garantido no domingo, foi tão ou mais especial que a primeira. Isso porque Isaquias conseguiu, numa prova que já parecia perdida, uma recuperação emocionante nos últimos 250 metros. Segundo o canoísta, foi um dos melhores finais de prova da carreira.

– A gente vai raciocinando, vai pensando no que tem que fazer e aí passou na minha mente que estava todo mundo no Brasil me assistindo, tem uma torcida enorme aqui, eu lembrei do meu filho, da minha esposa, da minha mãe, também o Lauro Pinda (técnico) porque a gente treinou bastante. Eu pensei que tinha que ganhar a prova, subir no pódio pelo menos. Acho que foi uma das melhores subidas que eu já tive, tirando a semifinal do Mundial de 2019.

Continuar a ler no site da Globo

Para mais notícias clique aqui

 

Faça suas apostas com um dos nosso bookies

 

Trending